Comprimido e Pomada para Ferida no Útero, Tratamento, Nomes

Hoje queremos falar um pouco sobre Comprimido e Pomada para Ferida no Útero, citando alguns nomes e os benefícios que estes medicamentos trazem, além de indicações de como usar e os cuidados que se devem ter para que os resultados sejam eficientes.

A maioria das mulheres sexualmente ativas em algum momento da vida acabam tendo que usar medicamentos para resolver problemas de útero, e para resolver esses problemas o médico poderá receitar pomadas e comprimidos nas medidas certas e com determinadas especificações para que o resultado seja positivo.


Claro que quando se trata de ferida, pode também optar pela cauterização a laser ou produtos químicos para a remoção das células afetadas,  dando possibilidades de renovação e restauração dos tecidos.

O que Causa

Essas feridas são comuns em mulheres, e podem acontecer devido à mudanças hormonais, e ainda infecções, podendo afetar a mulheres de todas as idades.


Conhecida também como ectopia cervical ou papilar, a ferida é uma inflamação no colo uterino e pode ter como causa infecções, irritações a produtos, alergias e como já disse, devido à mudanças hormonais.

É importante saber que em qualquer idade a mulher está sujeita a feridas uterinas, até mesmo crianças, mulheres grávidas enfim….

Sintomas Apresentados

Esse é um problema que nem sempre apresenta sintomas, mas se os apresentar, os mais comuns são:

  • Corrimento de cor esbranquiçada, amarelado ou esverdeado;
  •  Sangramento  após om ato sexual;
  •  Cólica ou desconforto na região da pélvis;
  • Coceira e ardência ao urinar;
  • Resíduos na calcinha.

A transmissão

A ferida no útero pode ser causada por fungos, bactérias e protozoários e além das condições já citadas acima, também podem ser contraída através do Papilomavírus humano, ou seja o HPV.

Este é geralmente transmitido através da relação sexual, mas também pode ser transmitido de outras maneiras como numa piscina que esteja contaminada pela bactéria Gardnerella ou ainda por um sabonete num banheiro público entre outros.

É de suma importância estar atenta sempre, cuidando com a higiene em qualquer lugar, e especialmente nunca manter relação sem a devida proteção, ainda mais se o seu costume é de ter mais de um parceiro sexual.

É importante saber também que ter uma ferida no útero não quer dizer que seja algo assim tão perigoso, e só depende de tratar, mas especialmente as que são causadas pelo HPV, podem estar mais sujeitas a virar um câncer, isso quando não tratadas.

A cauterização

Pode acontecer de a pomada não ser o suficiente para a cura completa desse problema, e nesse caso pode ser necessário a cauterização onde os tecidos inflamados são retirados, deixando o útero apto a se refazer.

A indicação do médico sempre será de acordo com a lesão, veja:

Eletrocauterização – através do laser as células afetadas são retiradas.

Cauterização através de crioterapia – nesse procedimento a ferida será queimada com químicos e frio, com o objetivo de retirar os tecidos doentes.

A cauterização geralmente é mais indicada para casos com maior gravidade, onde possa ter cistos, cervicites, lesões causadas pelo HPV e também lesões que corram o risco de virar câncer.

Em 2 a 3 semanas a cicatrização da ferida acontece, e é importante durante esse tempo evitar ter relações sexuais, manter a higiene íntima todos os dias e usar água e sabão para a higiene, conservar a região bem seca e adotar calcinhas de algodão, para garantir de que não contrairá nenhuma infecção e facilitar a recuperação.

É importante ter a consciência de que problemas como este podem ser evitados se a mulher fizer um exame ginecológico pelo menos 1 vez ao ano. O exame irá dizer se está acontecendo alterações ou não, prevenindo maiores complicações.

Obs.: é necessário saber que a cauterização está basicamente em desuso, e hoje os médicos preferem o tratamento via oral e tópico que podem ser feitos à base de antibióticos ou antifúngicos em tempo de 7 a 14 dias dependendo do caso. a pomada tem efeito cicatrizante se mostrando muito eficiente.

Pomada Nistatina

À base de nistatina, esse medicamento é indicado para tratar problemas fungos como a candidíase. Mas não age contra protozoários, bactérias e vírus.

Para usar deve-se seguir todas as dicas da embalagem e geralmente o indicado é 1 aplicação ao dia, ou seja, 1 aplicador cheio via intravaginal por um período de 14 dias.

Existem casos em que a dosagem precisará ser maior, mas ai, o médico vai dar todas as instruções para que o resultado seja satisfatório. Portanto siga todas as orientações do seu médico.

Poderão ocorrer reações adversas como irritação, coceiras, queimação e sensibilidade, mas raramente.

O preço deste medicamento é baixo e pode custar menos de 10 reais.

Antibiótico Azitromicina 500 mg

Trazendo como princípio ativo a azitromicina diidratada, esse é um antibiótico indicado para casos de infecções. e quando se trata de doenças sexualmente transmissíveis, esse medicamento é indicado no tratamento de infecções não complicadas devido a Chlamydia trachomatis.

Mas também é indicado no tratamento de infecções genitais não complicadas devido a Neisseria gonorrhoeae sem resistência múltipla e de cancro devido a Haemophilus ducreyi.

O uso deverá ser de acordo com prescrições médicas e pode ocasionar muitas reações adversas que estão prescritas na bula, devendo tomar cuidado, pois são muitas.

O preço desse pode variar entre 10 e 23 reais.

Agora você já está a par do uso de Comprimido e Pomada para Ferida no Útero.