COMO PINTAR MÓVEIS ANTIGOS reforma-los e torna-los novos

Saber como pintar móveis antigos certamente pode ser bastante vantajoso, pois bem sabemos que esse tipo de móveis não são encontrados em qualquer loja, e os moveis modernos que encontramos em nossos dias, não chegam nem perto em qualidade.

Os móveis antigos além de serem mais estilosos, são mais resistentes e tem história para lembrar, e, por isso, tem muita gente que se aproveita da ingenuidade de alguns para pagar barato os móveis que na verdade valem muito dinheiro.

E é por isso, que entender sobre a restauração de móveis antigos pode ser vantajoso, pois não temos culpa se as pessoas não reconhecem a riqueza que quem sabe está atrapalhando dentro de casa e por isso, pensam até em mandar esses móveis para o fogo. Nessa hora podemos ser espertos e lucrar bastante.

como pintar e decorar moveis antigos

como pintar e restaurar moveis antigos com tinta

como pintar moveis antigos com tinta

como pintar moveis de banheiro antigos

Para fazer esse trabalho é preciso paciência e dedicação, mas também vai precisar:

Lixa – se tiver uma lixadeira até melhor, se não o trabalho vai ter que ser manual mesmo. Providencie lixa com grana número 100 ou até mais fina. Isso vai depender do trabalho que precisará ser feito, mas deve ser uma lixa própria para ser usada em madeira.

como pintar moveis antigos usando lixa

Pano úmido – esse pano é preciso para limpar os móveis entre as demãos de tinta.

como pintar moveis antigos pano umido

Primer – após lixar os móveis, é preciso passar o primer que é a base para a tinta nova que os móveis vão receber. Na hora das escolhas, dê preferências para a mesma marca da tinta.

Tinta – para fazer a pintura, use tinta esmalte sintético a base de água que pode ser fosca ou brilhante. Nesse caso, a escolha fica a seu critério.

como pintar moveis antigos usando tinta

Verniz para o acabamento – para finalizar o trabalho é melhor que seja com o verniz protetor de madeira para dar maior qualidade ao trabalho.

Material para executar o trabalho – também será preciso rolos de pintura (pequenos) de espuma ou de lã, pincéis e também uma bandeja para colocar a tinta.

Além disso, dependendo de onde será realizada a reforma desses móveis, melhor será providenciar alguns papelões ou lençóis velhos para forrar o chão.

Como fazer o trabalho – para quem não tem prática, melhor é não ter pressa para fazer o trabalho, pois como dizem “a pressa é inimiga da perfeição”, e nesse caso o ditado é ainda mais valioso.

Antes de começar esse trabalho, se existirem retire fora as gavetas e puxadores do móvel como também as portas e dobradiças, isso vai facilitar o trabalho e até evitar os acidentes. Se acaso existir alguma sujeira pesada como, no caso as manchas de gordura, providencie um produto de qualidade para executar a limpeza.

Começando o trabalho com a lixa – primeiramente será preciso retirar toda a tinta ou verniz antigo que está na superfície dos móveis, isso vai garantir que após receber a nova pintura a tinta antiga se solte e prejudique o trabalho em pouco tempo. A dica é conferir se a tinta antiga ainda reflete a luz, se isso não acontecer é sinal de que a tinta velha não mais existe.

Trabalho com o primer – Terminada essa primeira fase de reforma é hora de passar o pano úmido para retirar toda a poeira da lixa. Feito isso, espere por pelo menos 30 minutos antes de aplicar o primer sobre a madeira usando um pincel cuidando para que o produto cubra toda a superfície da madeira.

A lixa outra vez – depois disso, espere essa base secar e lixe novamente todo o móvel, porém, dessa vez com suavidade, apenas para alisar a base preparando-a em definitivo para a pintura. Passe então o pano úmido novamente para retirar a poeira e confira a necessidade de passar uma segunda mão de primer, especialmente se a cor antiga era escura.

Esse cuidado é necessário, pois se acaso aparecer ainda à cor antiga do móvel, será preciso passar várias mãos de tinta para que o trabalho fique perfeito, mas o risco de não ficar é maior. Então, por via de dúvidas, passe mais uma mão de primer antes de começar com a tinta e lixe mais uma vez tirando a poeira com o pano úmido.

Hora de mexer com a tinta – enquanto o móvel seca, prepare a tinta de acordo com as informações do fabricante e então, passe a primeira de mão usando o rolinho por toda a superfície do móvel até cobri-lo todo. Cuide para espalhar bem a tinta antes que ela comece a secar.

Depois dessa primeira etapa com a tinta, espere ela secar, prazo aproximado de 20 horas conforme estiver o clima e então lixe novamente, agora com uma lixa fina grana 320 só para alisar. Depois disso, passe uma segunda demão, já se preocupando com os detalhes finais.

Terminada essa segunda etapa, verifique a qualidade da pintura para ver se não precisará de uma terceira demão. Se acaso necessitar dessa terceira demão, espere o tempo para secar a tinta e lixe novamente e com suavidade antes dessa última demão.

Hora do spray protetor – fim do trabalho com a pintura, agora é preciso esperar mais 20 horas ou mais antes de aplicar o verniz em spray que confirmará maior proteção a pintura. O verniz a ser aplicado para cobertura é incolor e não altera na cor da pintura, apenas vai proteger e realçar o brilho do móvel que vai voltar a ser novo de novo.

Até aqui falamos de um móvel antigo que não apresentava maiores problemas, mas se acaso cair em suas mãos aqueles móveis começando a desmontar, e, quem sabe até com alguns furos ou trincas na madeira, certamente será preciso corrigir cada um desses problemas antes de iniciar o trabalho de pintura.

Tem ainda a possibilidade de precisar trocar as dobradiças, quem sabe puxadores ou até mesmo alguns parafusos corroídos pela ferrugem, tudo isso é preciso observar atentamente antes de começar o processo de restauração do móvel.

Se isso acontecer, concerte o móvel usando parafusos apropriados ou mesmo pregos, mas é preciso procurar ocultá-los da visão para não desvalorizar o móvel. Já com respeito a furos na madeira ou trincos, podemos usar a massa acrílica ou pó de serragem com cola branca para corrigir o problema, isso ainda antes de começar com a lixa.

Dica importante – tanto no momento de aplicar o primer como no momento de aplicar a tinta, comece o trabalho por áreas ocultas do móvel, pois dessa forma, você que não tem experiência poderá ir fazendo o teste e corrigir as falhas sem comprometer o trabalho.

Segurança – pelo fato de, primeiramente você não ter experiência, e ainda precisar trabalhar com produtos tóxicos, não se esqueça de fazer uso dos itens de segurança como luvas, máscara e óculos de proteção para fazer esse trabalho. Quanto ao pó da lixa, podemos até não perceber, mas é muito fácil de ser respirado e causar danos aos pulmões.

Já a tinta, mesmo que seja pouca coisa, mas sempre pode causar algum problema de intoxicação, especialmente se precisarmos trabalhar com essa reforma em um ambiente fechado.

Outro detalhe importante – móveis antigos que estão há muito tempo em desuso, podem apresentar infestações de cupins, por isso, é preciso conferir essa possibilidade e por precaução, antes de passar a base sobre a superfície do móvel, melhor será aplicar um tratamento preventivo inseticida sobre a madeira e cortar o mal pela raiz.